2018

Viseu, Quinta da Cruz, 18-12-2017
Caros Associados

Em nome dos elementos da Direção da APECV venho desejar-vos um Natal cheio de harmonia e um Feliz Ano Novo .

Na APECV terminamos mais um ano de intenso trabalho. 2017 foi marcado pela construção do documento do Perfil do Aluno que agora se está a experimentar nas escolas piloto que aderiram à flexibilização curricular. A nossa equipa junto do M.E. colaborou com as demais associações de professores e com o Gabinete de Educação Artística nas várias reuniões convocadas pelo M.E. em que esteve presente, de uma forma construtiva. A APECV elaborou vários pareceres para a construção das aprendizagens essenciais em educação artística e para todas as disciplinas do grupo 240 e do grupo 600 que foram enviados para o Ministério da Educação . Preocupámo-nos sempre em salientar a importância das artes visuais na escola como domínio de aprendizagens únicas cognitivas e sensoriais, onde a criatividade, a tomada de decisões, o sentido crítico e valores transversais como a educação para a cidadania e educação para a sustentabilidade são eixos estruturantes. Lamentamos que o governo não tenha querido eliminar as Metas ainda em vigor nem rever a matriz curricular do ensino secundário dos cursos de artes. Lamentamos também que, da parte do M.E. não tenha havido ainda abertura para modificar os programas obsoletos das nossas disciplinas . Iremos continuar a solicitar tais modificações , tendo já uma audiência marcada com o Senhor Chefe do Gabinete, Doutor Jorge Sarmento Morais, para o próximo dia 12 de janeiro de 2018.
Junto do IAVE estivemos atentos às provas de aferição do ensino básico e aos exames nacionais das disciplinas de artes visuais no ensino secundário, apontando os problemas que tais provas têm revelado nos nossos pareceres. Na quinta da Cruz , onde temos a nossa sede , graças a um protocolo de colaboração com a Câmara Municipal de Viseu, recebemos os nossos associados, organizámos várias exposições de artistas com vertentes pedagógicas; experimentámos em workshops praticas artísticas para a educação e para a inclusão através das artes com a colaboração de artistas e investigadores voluntários. Publicámos em E-book sobre Educação artística, editámos o nº 61 da Revista Imaginar. No âmbito do Centro de Formação de Professores colocamos no terreno vários cursos acreditados e vamos continuar a fazê-lo. Em parceria com o Teatro Viriato fizemos um seminário sobre as artes na Inclusão; com o Apoio da Universidade Aberta de Lisboa e do Museu da água realizamos o Encontro Anual em Lisboa. Em 2019 , continuaremos o nosso trabalho silencioso, rigoroso, honesto e coerente com os objetivos da associação que são :
a) o estudo e investigação da educação artística , ensino da arte; ensino da expressão e comunicação visual, suas pedagogia e didáticas;
b) o apoio aos professores e educadores no exercício da sua atividade;
c) a promoção de trocas de experiências, reuniões, visitas de estudo, seminários e congressos,
d) a realização de ações de formação para professores; educadores e artistas, com vista ao aperfeiçoamento das suas competências nos domínios científicos, pedagógicos, e tecnológicos da educação artística; ensino das artes visuais, ensino da expressão e comunicação visual.
e) prestar informações, dar pareceres, propor medidas, dialogar com o Ministério da Educação
f) publicar um boletim e ou revista
g) produção de eventos culturais; exposições; residências artísticas e laboratórios de exploração de teorias e práticas artísticas na educação.
Em 2019 vamos celebrar o 30º Encontro da APECV, na cidade onde a Associação nasceu, Coimbra e realizar o XVI CONCURSO DE ARTES VISUAIS E MULTIMÉDIA DA APECV. Contamos convosco, com a vossa divulgação e com a vossa participação ativa no Concurso e no Encontro de Coimbra no final de Junho. E sobretudo contamos convosco para tornar visível a necessidade da aprendizagem das artes visuais para o desenvolvimento integral das crianças e dos jovens e divulgar as atividades da APECV junto dos colegas .
A Presidente

Teresa Eça